sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

MEZINHAS E BENZEDURAS - O Consultório do Vidente

Imaginemos um grande Hospital em Portugal. o Hospital da Luz, ou o de Santa Maria. Com todas as suas  valências e especialidades... mas que, nos respectivos serviços, em vez de Médicos, estariam Magos, Bruxas, Videntes, e que ao invés de nos receitarem Ben-U-Ron, Diovan ou Aspirina, nos tratavam com Mezinhas, Benzeduras, Angaranhos e Fumigações...
Algo deste género:


CARDIOLOGIA
Benzedura do coração deslocado
"Santa Luzia pelo mundo andava,
Nossa Senhora encontrava,
Nossa Senhora lhe dizia:
- Onde vais Luzia?
- Senhora a benzer vou.
- Do que que benzes, Luzia?
- Benzo de dor, inflamação e pneumonia.
Venha cá, Senhora de Jesus,
Que eu em si tenho fé,
Venha a benzer Fulano,
Da cabeça até aos pés.
Avé-Maria, Padre-Nosso, Salvé-Raínha."

Para as alas do coração caídas
Se uma criança tem as alas do coração caídas, isto é, se encontra triste sem uma razão aparente, a mãe para lhas levantar deve cozer três pequenos pães. De cada um deve retirar um pequeno pedaço que dá ao filho.
O restante de cada pão deita-o a cada um dos três primeiros cães que encontrar, voltando-lhes imediatamente as costas por forma a que não veja os animais comerem os pães.

CIRURGIA GERAL
Quistos
Lobinhos - curam-se os lobinhos esfregando-os nas vestimentas de  um verdugo ou carrasco logo após a execução de um condenado.
Obs. Lobinhos são quistos desenvolvidos nas glandulas sebáceas, devidos aos produtos segregados por essas mesmas glandulas

DERMATOLOGIA
Sapinhos (aftas)
Os sapinhos talham-se fazendo a seguinte benzedura, voltando a criança para uma luz além de um rio ou de um regato:
"Luzinha do lado d'além
Tira as aftas que este menino tem."

Vertueja (Brotoeja)
O tratamento consiste em ir a uma pocilga de porcos e esfregar o corpo com a palha que lhes serve de cama, repetindo três vezes a seguinte benzedura:
"Sapo sapão,
Bicho bichão,
Rato ratão,
Lagarto lagartão,
Saramela saramelão,
Aranha aranhão,
E todos os bichos que estais
Secos mirrados sejais."

Benzedura do Fogo Nascido ou da Carne Queimada
O benzedor diz, por três vezes:
"Santa Cecília tinha três filhas:
Uma que se quêmava,
Otra qua'ardia,
Otra que do fogo caía,
Com que se curaria?
Com tutano de porco
E pós da guia.
Em lôvor da Virja Maria,
Padre-Noss'e Avé-Maria."

INFECCIOLOGIA
Tratamento das constipações
"Se uma criança espirra, diz-se:
"Deus te salve,
Deus te guarde,
Deus te acrescente
e te livre da má gente
e do cão arreganhado
e da velha que arrebita o rabo."

REUMATOLOGIA
Reumatismo
"Eu te benzo, dor reumática,
Nevralgias e ciática.
Dores de toda a sorte.
Fugi deste corpo mortal.
Deixai que Deus o conforte
Em louvor dos três apóstolos:
S. Pedro, S. Paulo e S. Tiago.
Padre-Nosso, Avé-Maria."

Ou em alternativa, friccionar o sítio dorido com sebo de lobo e tomar caldos de cobra, tendo o cuidado de cortar um palmo de cabeça e outro de rabo.

16 comentários:

Balellas disse...

Meu amigo, que bom que retornou. Sinto falta da sua presença e de suas palavras. Adorei o post. Tenho enorme curiosidade por essa cultura. Minha avó benzia e usava das plantas o seus remédios. Ainda tento nao deixar morrer algumas práticas, mas hoje em dia tudo isso vai ficando para trás. Obrigada pela visita em meu blog e pelas palavras carinhosas.
GRande abraço
Lella

Mariazita disse...

Meu querido amigo João
Quanta saudade!

Ler este post dispensa muitas idas aos médicos :))) das quais ando farta!!!

Falando sério, tem aqui coisas muito interessantes, algumas das quais mais ou menos minhas conhecidas.
Na terceira idade já pouco se desconhece :)))))))))))))

Espero, de coração, que não desapareça da minha vista (e da minha vida...)

Bom fim de semana.
Beijinhos com licor de murta

Anónimo disse...

OLÁ JARDINEIRO DO REI JÁ SABE QUE TENHO OUTRO BLOGUE??SE QUISER ME VISITAR É AQUI:http://pequenosnadas4.blogspot.com/

Maria Paz disse...

Muito interessante. Alguns ingredientes já serão difíceis de encontrar.
Hugs

Lilá(s) disse...

Descobres cada uma!! gostei de tudo mas, sinceramente dispenso o caldo de cobra rsrsrrs
Bjs

Anónimo disse...

O prometido é devido, e se não te apanho de um lado, cusco do outro..:))), mas onde é que eu vou arranjar "sebo de lobo"??? nem com uma mezinha o consigo!
E quanto ao resto...espero que tudo siga o seu curso "normal" dentro da possivel normalidade.

Gostei de ler, beijo para ti amigo

Alquimia

Rosa dos Ventos disse...

Umas ervinhas de Vilar de Perdizes também poderão funcionar...além de exorcismos para males da alma! :-))

Abraço

Mª Zélia disse...

Quem bom estarmos de volta amigo!❀
E que post genial de um mundo mágico-religioso que mexe com nossas lembranças de infância(quem tem mais de cinqüenta...)até senti os cheiros das ervas! Aqui conheci duas benzedeiras que eram a salvação da lavoura, pois ir ao médico era coisa rara... Ainda sou do princípio que remédio demais atrapalha por isso recorro as minhas plantinhas mágicas para fazer chás, também herdei da sogra e da tia outras que eram verdadeiras protetoras da casa.
Quanto a reza ou benzeção é muito bom "alimenta nossa alma".
Um grande abraço carioca♡.

Anónimo disse...

Meu querido JC eu até te ensinava uma Mezinha para tirar a tosse, mas não sei se devo, é mais à base de alcool e não sei se interessa, depois se quiseres diz que eu ensino-te.....
Beijos da sempre anónima

Lídia Borges disse...

Muito interessante esta recolha de velhas crenças que aliviaram, (se não fisicamente, pelo menos psicologicamente) muitos dos nossos antepassados.
Da forma como a assitência médica se está a degradar nos tempos que correm, não é de excluir um possível regresso a estas mezinhas e benzeduras que se não curam convencem.


L.B.

anareis disse...

Querida(o) amiga(o). Estou fazendo uma Campanha de doações pra ajudar os jovens rapazes que estão internados no Centro de Recuperação de Dependentes Químicos onde meu filho está interno também.Lá tem jovens que chegam só com a roupa do corpo,abandonados pela família. Eles precisam de tudo:roupas masculinas,calçados,sabonetes,toalhas,pasta de dentes,escovas de dentes,de um freezer, Roupas de cama,alimentos. O centro de recuperação sobrevive de doações,são mais de 300 homens internos.Eles merecem uma chance. Quem puder me ajudar pode doar qualquer quantia no Banco do Brasil agência 1257-2 Conta 32882-0

Antígona disse...

Há que tempos que o não "via" ! :):) Estas dicas são preciosas :) Obrigada. Não sei bem porquê (mas como é mais o que não sei do que aquilo que sei...), mas este tipo de "lembranças" dá-me saudades :)

arKana disse...

Olá!
mas que manacial de informação. que delícia ler estas receitas. E imaginar os corredores (será que mais vazios?) dos hospitais... em vez de batas brancas, grandes mantos até aos pés ou cabeças de lenço preto, cheias de sabedoria da vida e carinho pelos demais (ou não!).

Vou guardar as receitas, para sentir o rosto e a voz dos nossos antepassados. Muito grata
Um beijo

Graça Sousa disse...

Parabéns "Jardineiro do Rei "
Bom trabalho ,é urgente haver quem investigue e publique , senão corremos o risco de se perder muitas destas informações.
Grata por o fazeres.
Um abraço.

Majo disse...

"CRUZ ... CREDO!"

A minha avó também sabia algumas.
A mim fazi-as enquanto eu dormia, porque eu não deixava. Em criança, lembro-me de uma vez acordar com a minha avó fazendo cruzinhas com o polegar. E eu, estremunhada a dizer:"Oh vó! Não quero! Não quero!"
Fazem parte de um passado muito recente que os mais novos não conhecem. Afinal, é uma postagem de cariz histórico.

EU (CÁ) PREFIRO TRATAR-ME COM A FITOTERAPIA!

Majo disse...

" + CRUZ CREDO!"

A minha avó também sabia algumas.
A mim, fazia-as enquanto eu dormia porque eu não deixava. Quando era criança, lenbro-me de uma vez acordar com a minha avó fazendo cruzinhas com o polegar sobre mim e de eu, estremunhada, dizer: "Oh vó! Não quero! Não quero!"
Fazem parte de um passado recente que os mais novos não conhecem. Afinal esta postagem tem cariz histórico.

EU (CÁ) PREFIRO A FITOTERAPIA!