sexta-feira, 13 de setembro de 2013

ERVA DOCE DOS AZTECAS

Nome Científico: Lippia Dulcis sinónimo de Phyla scaberrima


Esta planta pertence à mesma família da Lucia Lima (Lippia citriodora), ou da popular Lantana (Lantana camara), das Verbanacias.
É uma planta originária da região Andina, daí o seu nome popular. Localmente é conhecida pelo estranho nome de "Tsopelic Xhluitl".  Trata-se de um pequeno e discreto arbusto, de porte rastejante, vivaz, semi-prostrado, com inflorescências brancas, compactas e folhas ovais que ao serem esmagadas libertam um aroma pungente um misto de menta e cânfora.
Prefere solos ricos em matéria orgânica. Gosta de meia sombra. Ao sol pleno as suas folhas surgem com laivos avermelhados. Apesar de só exibir a sua máxima pujança quando plantada no chão, também se adapta bem a cultivo em vasos, sendo excelente para vasos suspensos.
É sensível à geada e a seca.

UTILIZAÇÕES
Como o seu próprio nome científico e popular indicam, trata-se de uma planta com características de adoçante natural. Na verdade, na composição das suas folhas encontra-se a hernandulcina, uma substância cerca de 1000 vezes mais doce que o açúcar vulgar. Não obstante isso o seu consumo não transmite qualquer caloria ao organismo humano pelo que pode ser consumida, se qualquer risco, por pessoas diabéticas.
As suas folhas são extremamente doces.
A sua utilização, contudo, não se resume ao forte poder adoçante. Em infusão, as suas folhas, são um eficaz tratamento para infecções respiratórias, asma, tosse, dores intestinais.
Um chá fresco de Erva-doce-dos-Aztecas, transmite um agradável e suave sabor a menta e canfora. 
Também pode ser utilizada para aromatizar saladas de frutos e sumos.
As folhas podem ser consumidas frescas ou congeladas.
Na indústria, tem interesse na produção de óleos essenciais.

11 comentários:

Majo disse...

Uma descrição completa e impecável.
Uma planta muito útil e interessante.
Que falta me faz! Aliás deverá fazer falta em todos os lares.
Como é Andina deve adaptar-se a varandas, reguardada da geada.
Descobres cada preciosidade!
Obrigada pela generosidade em partilhares com os teus leitores que devem ser todos teus amigos.

Rosa dos Ventos disse...

Que pena este Jardineiro aparecer tão pouco!
Será que é a mesma erva doce com a qual também se aromatizam bolos caseiros, como os bolinhos dos Santos?

Abraço

Majo disse...

Rosa dos Ventos...
Os doces tradicionais portugueses são aromatizados pela erva doce, planta espontânea na região mediterrânica. Tem propriedades terapêuticas muito diferentes e é muito menos doce. Veja:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Anis

Com a maior simpatia.

Mariazita Azevedo disse...

Querido amigo João
Lúcia lima conheço e gosto imenso.
E o chá de lúcia lima? Uma delícia!
Esta Lippia Dulcis é uma planta muito simpática, que eu não conhecia, mas que me dava muito jeito ter aqui num vaso. A minha asma iria agradecer, com certeza.
Será que se dá dentro de casa? Como dizes que pode ser cultivada em vasos...
Se sim, onde se pode adquirir?
Se me puderes informar ficarei muito grata.

Um grande beijinho com cheiro a lúcia lima
Mariazita
(Link para o meu blog principal)

Mariazita Azevedo disse...

João, tu não existes!!!
Só me resta dizer: OBRIGADA!

Lembrando-te que me deves um café (já esqueceste? eu não...) quero dizer-te: sou eu que pago :))) é o mínimo que posso fazer.

Um beijito

Maria Rodrigues disse...

Esta planta não conhecia mas adoro chá de lúcia lima.
Bom restinho de domingo
Um abraço
Maria

Labirinto de Emoções disse...

Espero que entre outras "coisas" me tragas Lucia Lima...adoro o chá e o seu aroma..:-))

E como promessa é divida... sei que a vais cumprir..:-))

Beijinhossss

VIG E OS BOTÕES E O MUNDO. disse...

Olá ! estou cultivando essa planta maravilhosa, fazendo mudas... e atrás de mais informações da mesma lhe encontrei ! Estou deverás encantada com sua forma de escrever, obrigada pelas informações. Vig

Fernanda Moedas disse...

Boa noite
Sabe onde posso arranjar esta planta?

Unknown disse...

Tenho a lippia dulcis mas hoje, finalmente, obtive informações mais completas sobre ela. Muito esclarecedor. Gratidão !

vera stähelin disse...

Tenho a lippia dulcis mas hoje, finalmente, obtive informações mais completas sobre ela. Muito esclarecedor. Gratidão !