domingo, 27 de março de 2011

A VIDA INTIMA DAS FLORES - NO CALOR DA NOITE (LADIES NIGHT)


Filodendro
Espata e espádice
O Filodendro (Philodendron selloum) é uma planta, com folhas de um verde vibrante e de brilho intenso. Esta planta é muito conhecida como ornamental. Produz flores de um branco cremoso com, aproximadamente, 25 cm de comprimento e uns 2,5 cm de diâmetro e... com a forma de um pénis. Este "pénis", afinal não é mais do que uma inflorescência com centenas de pequeninas flores. Estas flores, minúsculas, crescem coladas a um caule comum conhecido por espádice. O espádice está instalado dentro de uma taça que  por sua vez está envolta numa espécie de folha conhecida por espata, verde por fora e de cor branca leitosa por dentro e conta com três tipos de flores: flores femininas férteis em baixo, flores masculinas estéreis no meio  e flores masculinas férteis no topo.
À flor do Filodendro  já não bastava  nos presentear com uma imagem fálica como ainda por cima nos surpreende com uma característica única: é quente! 
O espádice branco, semelhante a uma moca, fervilha de calor - aproximadamente 45 graus. 
As flores masculinas geram calor e o calor vaporiza fluidos que libertam um cheiro picante e intenso.
Em noites frescas a temperatura do espádice e o odor que liberta, atingem o seu climax por volta das dez horas da noite.
A essa hora uma multidão de escaravelhos, vindos do chão ou de outras flores do Filodendro, ziguezagueando pelo ar, vão seguindo o cheiro até terem contacto visual com  a flor. Então, precipitam-se para dentro da espata, deslizando ao longo da sua parede até caírem no fundo da câmara floral   onde se deliciam com uma substancia pegajosa e doce excretada pelas flores femininas dessa zona. Esta é a câmara sexual, uma espécie de alcova quente e doce, no suave calor da noite,  onde os escaravelhos acasalam livremente.
Por toda esta agitação a flor cobra os seus dividendos. Fornece alimento e aconchego aos insectos mas estes têm de cumprir a sua parte do acordo tácito: a polinização. Os escaravelhos ficam cobertos de pólen, saem, levantam voo e vão recomeçar o ciclo noutra flor.
Este comportamento, embora raro, não é exclusivo do Filodendro. Há uma planta tropical, a Língua de Dragão, que também tem a particularidade de aquecer. Esta acrescenta ao calor emitido um cheiro pouco agradável a fezes frescas que atraem moscas e escaravelhos. É provável que seja o calor gerado pela flor que faz volatilizar os líquidos existentes na taça floral de forma a que o desejo sexual dos insectos seja activado.
Há muito que o homem associa as flores ao acto do amor, seja no plano meramente sentimental e platónico, seja no acto físico em si. Vale a pena analisarmos o comportamento sexual de certas plantas e tentarmos concluir que afinal os reinos animal e vegetal não estão tão distantes assim, um do outro.

7 comentários:

Antígona disse...

E, caso estivessem, eu escolheria sempre o vegetal. Creio que começa a aparecer muita gente deprimida por via do afastamento forçado da mãe natureza.
Eu não vivo na cidade mas, se vivesse, teria, de tempos a tempos, de me retirar para o pé das árvores. Sem elas não me reencontro.

Espaço do João disse...

Meu caro.
Grato pela sua explicaçõ.
Já agora, alguma vez comeu o fruto? Já saboreou? Então quando tiver oportunidade e que ele esteja maduro, tente saboraá-lo. Quem não o comeu que experimente. No entanto tem uma particularidade:- ter-se-á de retirar sua capa ewxterior que parecem escamas duma cobbra, lavá-la em vinho do Porto e, separar do tronco central. Cuidado que no centro de cada escama há um pequenino espinho que deixa um mau estar na lingua. Logo que encontre um em condições farei uma postagem alusiva. É um fruto muito apreciado na Madeira.
Quanto à sua pergunta sobre a acácia mimosa, sei que a par das chorinas e dos chorôes são invasoras e, seu pólen faz alergia a muitas pessoas. No entanto as abelhas visitam muito as mimosas, captando seu pólen. Um abraço de amizade.
JOAO

Jardineiro do Rei disse...

Boa Noite Amigo João.

Sim. Já comi o fruto do Filodendro. Que não é mais do que uma infrutescência. Um conjunto de pequenos frutos provenientes da inflorescência. Já o havia comido cá em Portugal e também na Madeira, comprado no Mercado dos Lavradores no Funchal. Uma pequena delicia!
Tem razão... a mimosa é uma árvore cujas flores são muito procuradas pelas abelhas. Apesar de ser invasora não deixa de ser uma árvore bonita e se for bem orientada proporciona uma sombra excelente.

Um abraço

João

Virginia Jesus Fassarella disse...

Para mim foi tudo novidade, mas, como é bom aprender sobre as coisas! E quando se fala de flor então é melhor ainda, eu as amo. Abraço.

Virginia.

Espaço do João disse...

Meu caro Amigo.
Grato pela visita ao meu espaço.
Quanto às plantas a que chamo de fedorentas,se estiver interessado, é só dizer. bem posso enviar quantas unidades pretender, é só questão de tempo.Nesta data estão em florescência, mas dentro de um mês ou doi, só restam os bolbos.
Um abraço e, volte sempre. Tenha uma boa semana.
JOAO

Ana Maria B disse...

Esta planta (a flor) é parecida com os jarros vulgares assim como a do dracunculus ou planta cobra. Nunca vi essa, parece-me muito bonita.

Majo disse...

Ora aqui está uma ótima página para o teu livro:

"A MARAVILHA DO MEU MUNDO MÁGICO"

Capítulo das plantas exóticas...

Amigo, está muito bem escrito!

CORAGEM. FORÇA.

Abraço.